segunda-feira, 30 de março de 2009

"Alcorão" musical


Isso não é um comercial de empresa de ônibus! É apenas um material de leitura altamente recomendado para todos os miojeiros. 1001 discos para ouvir antes de morrer é mais um de uma série inter nacional de listas as quais apresetam 1001 artefatos que você deve conhecer antes de morrer (1001 livros, 1001 filmes...). Publicado no Brasil pela editora Sextante, o livro foi editado por Robert Dimery, com prefácio de um dos fundadores da revista Rolling Stone, Michael Lydon, e possui resenhas de 90 jornalistas e críticos.

Cada álbum possui no máximo uma lauda de resenha, o que, deixa a desejar em detalhes de algumas obras, mas por outro lado, não torna a leitura maçante. E também abre espaço para belíssimas ilustrações.

O livro é dividido por décadas, e matém o foco no pop e no rock, porém Jazz, Blues, Hip-Hop e outros tantos gêneros recebem seu espaço. Alguns álbuns brasileiros também são mencionados, tais como Tom Jobim e Caetano Veloso.

Para pesquisadores, é um prato cheio. Algumas obras obrigatórias se fazem presentes na lista (Sgt. Pepper's, Nevermind, Grace, The Rise And Fall Of Ziggy Stardust, e etc.) e outras são boas indicações. Porém, em uma lista de 1001 discos, algumas boas merdas acabaram entrando. Enquanto alguns sons desconhecidos da europa, como Sigur Rós, apresentam-se como gratas supresas, Carlinhos Brown, Kaled e outros são exemplos de discos que alguém pagou uma boa soma para que figurassem em alguma das páginas. Ou então algum dos críticos sofre de um mau-gosto terrível. Ou acordou com o pé esquerdo, sei lá...

Uma sugestão: escrever as suas próprias impressões logo abaixo dos textos. Eu já fiz isso com alguns álbuns que possuo, tais como Hot Fuss, Is this it, Elephant...

2 comentários:

  1. Esse livro é tudo mesmo, pena que é tão caro! Mas com certeza vale o investimento!

    ResponderExcluir